segunda-feira, 9 de maio de 2016

Igreja do Convento das Mercês . Salvador . Bahia

 Igreja do Convento das Mercês de Salvador.
É uma igreja que sempre vive fechada. Abre para as missas aos domingos e muito cedo. Estranhei encontrá-la aberta no meio da manhã e, por isso, entrei rapidinho para fazer umas fotos.
Várias freiras estavam perto do altar, pedi licença e fui fotografar a imagem de Nossa Senhora das Mercês, que é uma maravilha e, quando estava fotografando, percebi uma movimentação atrás de mim e, quando virei, vi que estava entrando uns homens carregando um caixão com o corpo de uma freira do convento. Fiquei passado, passado, com vergonha, a saia ajustou, pedi desculpas às freirinhas que estavam todas com as carinhas tristes e fui saindo de fininho.
Mas, fui fotografando o que achei pelo caminho da saída da igreja.
A igreja foi construída após a derrubada do antigo convento do século XVII no início do XX para o alargamento da Avenida Sete. Um crime! O convento era igual ao convento da Lapa que ainda está de pé.
A igreja das Mercês é circular, muito interessante, bons mármores, bons bancos de madeira e não deu pra ver muito mais porque...
Essa foi a segunda vez que entrei na igreja. Espero entrar novamente em situação mais normal.





Um Senhor dos Passos. Não conhecia o dessa igreja.



Conjunto de cadeira grande e cadeirinha genuflexória. Acho que serve pra confissão. São lindas as duas.


 Um confessionário. Foto ruim, tremida, mas fica aqui assim mesmo. 


Bacia de água benta. Seca. Foi-se o tempo em que ao entrar na igreja se fazia o sinal da cruz depois de ter molhado as mãos na água da bacia. 
Tornou-se um hábito anti- higiênico, mas muitas igrejas ainda mantém as bacias com a água. 
As pessoas é que se retraíram a esse costume. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário