quinta-feira, 26 de abril de 2018

Louças Renner


Fábrica do Rio Grande do Sul. Me lembro bem do modelo com esses pegadores chatos, mas a linha médaillon 1700 com esta rosácea dourada por cima eu não lembrava.
A Renner é mais uma fábrica brasileira de louças que tinha coleções muito bonitas e com desenho super interessante. Suponho que a marca já não exista mais.
A propaganda está em uma revista Seleções de agosto de 1968.
Maiores informações sobre a Renner e outras marcas de louças brasileiras encontra-se no ótimo site e blog Porcelana Brasil. 

segunda-feira, 23 de abril de 2018

São Jorge . Foto de Thereza Eugênia


Hoje à tarde, minha amiga, a fotógrafa Thereza Eugênia, fez esta foto lindíssima durante a procissão a São Jorge pela orla de Copacabana. Aliás, hoje no Rio de Janeiro é feriado em homenagem ao santo. 
Eu nasci no Rio. Sou um "baianofluminense".
E sou São Jorge!

Galope de São Jorge


 Uma das imagens de São Jorge que galopa ao meu lado.
E Viva a São Jorge!




domingo, 22 de abril de 2018

Passeio Antiguinho . Edifício Sulacap


Numa esquina de Salvador e em um dia de sol, a beleza da arquitetura déco do Edifício Sulacap
Abaixo, dia nublado e o Sulacap.


Abaixo, duas fotos do Correio da Bahia.



O interior do prédio.


Sulacap!

Jornal O Globo


Fuçando uma Seleções de agosto de 1968, achei este anúncio de O Globo, que é, na verdade, um texto grande sobre o jornal, seu fundador, linha editorial e a sua importância dentro do jornalismo brasileiro. Mas, o que me chamou mesmo a atenção, foi a foto do prédio do antigo jornal.  Que beleza!!! Um chiquê! 
O edifício é lindo, art-déco e, nesta época dominava a paisagem do local, em uma esquina, altivo e imponente.
Hoje, não sei se ainda a redação do jornal ainda fica neste antigo endereço no Rio de Janeiro.
Confesso que não li o texto todo deste antigo anúncio/propaganda, é tanta coisa para ler...meu barato foi o antigo prédio. 





sábado, 21 de abril de 2018

Sauna


Desenho na revista Seleções, agosto de 1968, revista que tinha textos chatérrimos, super cacetes, mas ilustrações ótimas, como esta de uma sauna finlandesa. 
Quente. Muito quente! 
Aqui no Brasil não dá pé: o país já é uma sauna e com o desmatamento etc. etc. etc., já estamos a fritar! 

sábado, 14 de abril de 2018

Nossa Senhora da Conceição


Uma xerox em cores bem fortes - adorei esse exagero! - da imagem de Nossa Senhora da Conceição que está no altar da igreja do mesmo nome aqui em Salvador. 



sexta-feira, 13 de abril de 2018

Passeio Antiguinho . Edifício "Martha Rocha"


Não sei o nome do edifício, mas ele é conhecido assim, o local em que morou quando menina e jovem, a baiana Martha Rocha, a quase Miss Universo em 1954. Ela ficou em 2 lugar por 2 polegadas a mais, assim diz a história. Mas esse 2 lugar deu tanto rebu, tanto pano pra manga, que, na verdade, quem ganhou mesmo aquele título foi Martha e ponto final. Quem lembra do 1 lugar? Só os missólogos e isso eu não sou.
O edifício é uma construção icônica do bairro da Barra, fica numa esquina em que passa todo mundo e todo mundo o vê todos os dias. O estilo é o art déco, todo abauladinho com varandas tipo balcão e vazadas com cobogós. Mas o prédio está tão triste e decadente que está ficando, na verdade, invisível. Ou visto como uma coisa antiga, um trambolho. Coisa velha.
E há muito tempo que ele está assim, em franca decadência, rebocos caindo,com as estruturas de ferro aparentes e fiações mil por fora da construção. Uma restauração total seria o remédio para este edifício que a cada ano que passa se degrada mais. 
Mas, parece que os herdeiros, os donos - já que o prédio pertencia - ou pertence ainda, não sei - à família de Martha - e, se assim é o caso, não se interessam por conservá-lo ou vendê-lo. Se alguém comprasse o edifício - acho que essa seria a solução - e essa visão fantasmagórica acabaria e teríamos o "edifício de Martha Rocha" novamente lindo como linda foi - e é -  a sua antiga moradora. 


Martha, uma baiana de truz!

 A tristeza em uma esquina.

domingo, 8 de abril de 2018

Passeio Antiguinho . Uma Árvore Deslumbrante


Fiz essa foto na sexta-feira passada - 06.04 - quando, ao descer a Ladeira dos Aflitos, dei de cara com essa maravilha de árvore que vejo sempre, mas que, naquele dia, estava linda demais!!! Estava com uma luz por cima da copa que projetava um verde completamente impactante em um céu querendo ficar nublado. Fiquei em choque com tanta beleza e me senti uma reles criatura diante desta árvore/monumento/milagre da Natureza.
Não sei que espécie de árvore ela é - que pé é esse? - sei que ela dá umas flores parecidas com as do flamboyant, amarelas, mas no momento a copa é só folhas e está imensa. 
Como a árvore fica em uma rua que não passa carros altos, acima de uma ladeira, ao lado da Igreja dos Aflitos e estando fora do circuito do carnaval, ela sempre está conservada, bem tratada e cresce à vontade. Se passasse trio elétrico por ali ela estaria um arbusto, um trapo como estão todas as árvores do centro de Salvador.


Roqueiro


Um roqueiro Jovem Guarda com o cabelinho à Beatles
Desenho pregado em um dos meus álbuns dos anos 70.